REGULAMENTO DE CRIAÇÃO DA RAÇA FILA BRASILEIRO 

Introdução:
Art. 1º – A presente regulamentação tem por finalidade disciplinar e ditar critérios de criação de cães da raça Fila Brasileiro, de conformidade as normas de “Distinção de Reprodutores; Avaliação Morfológica Para Fins Reprodutivos; Regras Para Reprodução; Ranking Para Reprodutores; Avaliação de Temperamento e Comportamento; Inserção de Anuncios de Ninhada no Site; Código de Ética; Padrão da Raça Fila Brasileiro.
Art. 2º – Para efeito deste Regulamento, são considerados criadores todos os sócios possuidores de cães machos e/ou fêmeas da raça Fila Brasileiro, que devidamente registrados em entidade cinófila oficial, mantenham canis de criação da raça.

Distinção Dos Reprodutores:
Art. 3º – Para que um cão, macho ou fêmea, seja considerado reprodutor, deverá preencher todos os requisitos do padrão oficial da raça, mais as seguintes disposições:
I. Macho:
a) ter atingido a idade mínima de 15 meses
b) estar devidamente microchipado e ter realizado o exame de DNA
c) ser aprovado na Avaliação Morfológica para Fins Reprodutivos
II. Fêmeas:
a) ter atingido a idade mínima de 15 meses e já ter manifestado o 2º cio
b) estar devidamente microchipada e ter realizado o exame de DNA
c) ser aprovada na Avaliação Morfológica para Fins Reprodutivos




Avaliação Morfológica para Fins Reprodutivos:

Art. 4º – A obrigatoriedade da realização da Avaliação Morfológica para Fins Reprodutivos, independe de qualquer classificação ou premiação que o referido cão tenha obtido em exposições cinófilas da raça Fila Brasileiro.
Art. 5º – A Avaliação Morfológica para Fins Reprodutivos (link “Formulários” site da UNIFILA) é documento obrigatório que deve possuir todo cão macho ou fêmea destinado a reprodução, sem o qual seus descendentes não serão reconhecidos pela UNIFILA para fins de verificação de ninhada, emissão de pedigree e participação no Ranking Para Reprodução

Art. 6º – Ao atingir a idade necessária para início de reprodução, conforme Art.3º,I, a e 3º, II, a, o Associado deverá solicitar a UNIFILA, via preenchimento de Formulário de “Solicitação de Avaliação Morfológica Para Fins Reprodutivos” (link “Formulários” site da UNIFILA), para o seu cão, devendo o criador solicitar visita técnica, arcando o mesmo com os referidos custos de deslocamentos e demais serviços, conforme tabela em vigor, que se fizerem necessários, ou apresentar o animal onde for determinado para a realização do devido exame, ou ainda, em eventos sobre a chancela da UNIFILA, quando então será coletado material para realização de exame de DNA e aplicação de microchip, caso ainda não os possua.
Parágrafo Único: Esta avaliação deverá ser realizada pelo Diretor Técnico da Unifila e/ou pessoas credenciadas para tal.

Art. 7º – Os critérios de classificação seguirão a seguinte ordem:
a) Regular, de 60 a 69 pontos,
b) Bom de 70 a 79 pontos,
c) Muito Bom de 80 a 89 pontos e
d) Excelente de 90 a 100 pontos.

Exames de Displasia Coxo Femoral e de Cotovelo

Art. 8º – Visando uma melhor seleção e controle do plantel, a UNIFILA recomenda que cada associado faça regularmente os exames de Displasia Coxo Femoral e Cotovelo em seus cães, procurando uma clínica ou entidade especializada e capacitada para tal. 
 
×

Qualquer dúvida chame-nos em nosso WhatsApp ;)